Checklist ~ Primeiro Semestre de 2014

segunda-feira, junho 30, 2014

Primeiro de tudo, desculpas pelo o atraso de postagens. Estava seriamente sem tempo esse semestre e quando acabou precisei de mais um tempo para relaxar e por a cabeça no lugar. Sim, demorei muito para escrever outra postagem como essa né? Graças a minha falta de tempo junto com o acumulo de material para estudar aos fins de semana não consegui ficar em dia com as mídias que estava acompanhando. Por conta disso temos um período de seis messes com pouquíssimas coisas a serem abordadas...

Filmes

Aqui vem poucas coisas que assisti em janeiro... O resto do semestre foi corrido o suficiente para que eu não encontrasse tempo de sentar a bunda na cadeira e achar paciência para assistir um filme.

Herói (Ying xiong - 2002)
Este filme assisti, na realidade, quando cursei em janeiro um mini curso que abordava a história da China. Até então já tinha ouvido falar mas não tinha ido ainda atrás. Acho que já citei aqui no blog antes: tenho uma grande preferencia por esses filmes de artes marciais justo por gostar muito de luta. Os filmes que são produzidos na China tem uma magia a mais para mim por conta da qualidade da narrativa oriental, que chegam a seguir lições de filosofia oriental. Esse fator os torna diferente da porradaria brusca de muitos filmes do gênero produzidos no ocidente.

Herói é um filme que conta com grandes nomes do cinema chinês como o mito Jet Li e Ziyi Zhang (que fez tanto O Tigre e o Dragão quanto O Clã das Adagas Voadoras). É baseado na história da China e se passa no período da Dinastia Qin. O imperador vivia com medo de ser assassinado e acabou oferecendo uma recompensa para o guerreiro que exterminasse os assassinos que viviam em seu encalço. Um cara sem nome chega no palácio afirmando que matou todo o mundo e gostaria de receber o prêmio. Para provar o imperador pede para que ele conte como fez isso e dai que começa a magica que te faz se encantar com o filme.

Persuasão (Persuasion - 2007)
Meu segundo romance favorito da Jane, seguido do Emma. Particularmente tenho uma preferencia suspeita para falar desse filme por conta de ter sido a primeira adaptação que assisti das obras da Austen (Meu primeiro contato com a Jane não foi pelo Orgulho e Preconceito como aconteceu com muita gente). É um romance realmente melancólico, sóbrio com zero de comédia, diferente das obras anteriores dela. E a "heroína" é chamada Anne (nhê).

Assisti pela segunda vez em janeiro essa adaptação da BBC. Eu tenho aqui uma adaptação mais antiga (de 1995) com outros atores que pretendo assistir em brevê. Mesmo se eu achar a primeira adaptação melhor, ainda manterei o carinho imenso que sinto por esse filme (embora não goste muito da atuação da Sally Hawkins).

Miss Austen Regrets (2008)
Este é um filme produzido pela BBC para a tv o qual mostra os últimos anos de vida da Jane Austen. Só soube da existência desse filme porque uma amiga me emprestou o box dela com todas as adaptações produzidas pela BBC baseadas nas obras da Austen (por isso que tem muita coisa dela aqui e nos seriados). Me encantei com aquilo que vi no filme. Apesar das tristezas, a Jane retratada aqui estava sempre alegre. Ainda preciso assistir o "Becoming Jane", no qual temos a Anne Hathaway como Jane Austen mais jovem, mas tenho a leve impressão de que ela não vai me convencer tanto quanto a Olivia Williams convenceu.

PS: Tom Hiddlestom faz um bico nesse filme. Babei nas cenas em que ele aparecia. *¬*

Samurai X (Rurouni Kenshin - 2012)
Algo que assisti recentemente (esse mês mesmo), mas devo confessar que não prestei atenção em 70% do filme (o que é uma vergonha). Rurouni Kenshi é uma série que preciso ler ao menos os mangás e não tenho encontrado muito tempo para me dedicar a isso ultimamente (por o mangá ser looooongooo). Por não conhecer muito acabei me atrapalhando bastante no entendimento do filme, dai o motivo pelo qual acabei me desinteressando.

Mas gostei do que vi nesse live action. A caracterização dos personagens não foi 100% fiel, mas estava MUITO BOA. O enredo pelo que meus amigos que conhecem a estória completa contaram estava muito bom também, assim como a trilha sonora, que foi convincente. Pretendo assistir de novo depois de ao menos ter lido o arco que equivale a esse filme do mangá, até porque foi confirmado que terá uma continuação.


Seriados

Dessa vez deverei tratar essa seção como uma extensão dos filmes como citei ali em cima (todos do mesmo box de DVD da Jane Austen). Esses seriados da BBC são curtos, dá para assistir tudo em um dia... Porém tem mais de 3 horas de duração no minimo, então não dá para considera-lós filmes.

Orgulho e Preconceito (Pride and Prejudice - 1995)
Essa adaptação da BBC é mais antiga que aquele filme mais atual que é muito popular (o qual me referi na postagem de checklist passada). Faz muito sucesso por conta do Mr. Darcy do Colin Firthy, mas não sou particularmente tão fã dessa versão do personagem (embora admita que ele encarne muito melhor o personagem que o Matthew Macfadyen. Sim, podem me chamar de herege). Também acho a Lizzy da Jennifer Ehle um pouco mais contida (a Keira Knightley é uma Lizzy bem mais espirituosa), porém essa adaptação chega a ser melhor que o filme atual em muito pontos, foi realmente divertido assisti-la.

Razão e Sensibilidade (Sense and Sensibility - 2008)
Essa é a primeira obra da bibliografia da Jane e é a que menos gosto. Não é nem por conta do clima de "desgraça" que é jogado na sua cara durante toda a estória, foi mais porque as protagonistas não conseguiram a minha simpatia.

Então sobre essa adaptação achei bem mais ou menos no geral. O que me pois mais para baixo foi a atuação dos atores mesmo. Não que ela seja ruim, longe disso, deve ser o clima da estória mesmo que influenciou na atuação (ela pede isso aliás) e me deu desânimo de assistir. Pelo menos o cenário da casa da praia é bem mais bonito do que o filme de 1995 ao meu ver (que ainda vou assistir).

Emma (2009)
Meu romance favorito da bibliografia da Jane. Cheguei a essa conclusão por conta do clima positivo que ele emana, mesmo nas horas que as coisas estão complicadas. A Emma não é a melhor protagonista da Jane, mas é uma das que mais se destaca justo por cumprir tão bem o esteriótipo o qual ela é encaixada, e ainda ter um desenvolvimento interessante de caráter ao longo da obra.

O que mais me chamou atenção nessa adaptação da BBC foi o cuidado com extra que tiveram o cenário (nos Extras ele tem um video que fala sobre isso e o figurino). A interpretação dos atores também é muito bacana (e adoro o fato do Mr. Knightley do Jonny Lee Miller ter uma ar de "cabeça quente"). Aliás, a cena do baile é mágica, é a minha favorita desse seriado.



Deve ser muito divertido dançar numa festa dessas ;-;


Animes e Mangás (juntos só dessa vez ou não)


Jojo's Bizarre Aventures (Jojo Kimyou na Bouken - TV Anime 2014)
Não estava muito no hype para a segunda temporada do anime, por incrível que pareça. Enquanto todo o mundo estava em chamas, esperando por uma adaptação animada a altura do arco mais popular da série, não estava nem ai e sequer colocava muita expectativa. Felizmente, o anime ficou melhor do que eu esperava. Não tinha gostado muito do traço do primeiro artwork do anime (esse da foto acima), mas assim que a concept art foi divulgada acabei tranquilizando. Claro, minhas maiores expectativas foram para o enceramento. Realmente esperava pela Holy Diver, mas fazer o que né? Walking Like An Egyptian acaba se encaixando muito melhor com o tema de cruzar a Asia e Oriente Médio rumo ao Egito.

Quanto ao mangá estou gostando do que estou vendo no Jojolion. Confesso que achei um saco no começo apesar de achar bem bolado do Araki começar a estória com um protagonista que já trás um mistério junto consigo (achado enterrado, não ter memória, ter quatro bolas q). Apesar de começar jogando essa informação, no começo tudo ainda estava muito monótomo até as lutas começarem. Ainda não li direito os dois últimos capítulos, mas pelo desenvolvimento do ultimo que li deu para ver que finalmente a estória encontrou seu ritmo.

Sailor Moon
Sailor Moon foi o único anime que tive o prazer de ver na Manchete. Infelizmente não tive a sorte de assistir muita coisa nesse canal por conta de ainda ser muito nova quando o canal faliu (e tinha medo do logo do canal, chegando a ter um pesadelo com ele que ainda lembro até hoje HAHAHAHAHAHA). Por conta dessas e outras, Sailor Moon é um anime muitíssimo querido por mim.

A noticia de um anime e a publicação do mangá no Brasil encheu meu coração de alegria. Comprei os dois primeiros volumes e já os terminei, ao mesmo tempo que enquanto espero pelo anime novo vi uns episódios aleatórios da adaptação antiga (Série regular, R e Stars). Minhas expectativas para o Crystal são boas, embora deva dizer que detestei o traço e o single de abertura (muito moe pro meu gosto)... Pretendo acompanhar o anime juntamente com Jojo, então teremos mais Sailor Moon nos próximos checklist.


Games

Nós últimos tempos estava preferindo ficar mais próximas dos jogos de PSone e SNES. Uma explicação para isso é o fato de que a minha placa de video queimou e só estou com o suporte da placa mãe para qualquer tipo de gráfico no pc. Apesar disso, a falta de tempo me impediu de concluir o que comecei a jogar.

Crash Bandicoot 3: Warped (PSone)
Cortex cabeça de nós todos
Esse jogo é tão difícil que dropei... Digo, já terminei a campanha regular. O problema é conseguir as relíquias para abrir as fases secretas... Como sou muito atrapalhada, sempre morro por besteira. Dai desisti de fazer 100% do jogo. ;-; Não sou boa com time trial.

Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back (PSone)
Reparem no olhar 43 do Crash e se deixem seduzir
Desisti do terceiro jogo, mas ai me toquei que nunca tinha jogado o segundo e nem o terceiro (Shame on me). Todo o mundo sempre disse que o segundo era melhor que o primeiro, então foi ai que resolvi dar uma chance e fazer tipo Star Wars com os jogos do Crash (Começar de trás para frente lol).

Realmente, esse jogo é melhor que o terceiro, embora ainda goste mais do terceiro por conta dos upgrades nos moves. O cenário e a soundtrack aqui são muito mais bacanas, me diverti muito enquanto jogava. Preciso voltar para o jogo e termina-lo.

Top Gear 3000 (SNES)
WTF esses ETs na capa do jogo O.o
Dropei também, mas foi por falta de tempo como aconteceu com o Crash 2. Tem uma coisa que me incomoda profundamente nesse jogo é o fato que a gasolina acaba rápido. E isso piora porque ela tende a acabar mais rápido ainda quando você bate. E como sou muito atrapalhada, as vezes acabo transformando a corrida em carinho de bate-bate (por isso que gosto da franquia Burnout). Pretendo voltar ao jogo, mas vai ser um saco continuar tentando tirar primeiro lugar daqui pra frente com esse problema na gasosa.

Nascar Rumble (PSone)

De tanto lembrar do bate-bate com carros e que meu PS2 está precisando dar um pulo na assistência (o leitor não está mais lendo jogos ;-;), me lembrei desse lindo jogo de corrida do PSone que parece uma mistura de Burnout (embora seja mais antigo) com Mário Kart. Jogando-o novamente notei uma certa dificuldade em dirigir nas pistas. Sinto que a direção é um pouco complicada de dominar e é fácil sair da pista, bater e cair. Apesar desse problema o jogo é extremamente rápido e fluido. Enfim, bom para jogar sem ter muito compromisso mesmo.

Soul of Darkness (Mobile)
Fazia alguns anos desde a primeira vez que tinha jogado esse joguinho. Ouvi falar dele da época que comprava as Revistas EGM em uma review, comparando o game com a franquia Castlevania. Não tinha um celular maneiro que rodava java na época, só conseguindo ter um uns dois anos depois. E descobri, como quem não quer nada, que havia gente ripando o jogo na internet. Fiz download e coloquei no celular. Não para minha surpresa, o jogo ainda estava lá quando liguei o aparelho esses dias. Porém tinha perdido totalmente o save anterior. :/ Foi ai que bateu a saudades e decidi joga-lo novamente.

É um jogo curto, o qual, francamente, tem uma jogabilidade que lembra mais Devil May Cry e God of War (apesar de continuar sendo um jogo de plataforma). A jogabilidade é bem simples e fluída. Outro ponto positivo é o layout dos cenários, que são bastante dinâmicos em certas fases. A estória é bem clichê: A namorada de Kale é sequestrada e ele tem que salva-la das garras do vampiro Ritter. Só que quando ele a encontra acontece um plot twist mais interessante do que o clássico "A sua princesa está em outro castelo"... Não é o melhor jogo do mundo, mas é muito divertido. E de Castlevania, ele não tem nadica de nada.

Qian Nian Lun Hui (Mobile)
Encontrei esse jogo enquanto procurava o Soul of Darkness na mesma época. Alguns sites o nomeavam como "Soul of Darkness 2", por isso acabei baixando. Esse jogo aqui sim é que você pode chamar de cópia descarada de Castlevania.

O jogo é completamente em chinês, tanto que meu telefone não leu alguns caracteres dele. Apesar disso dá para compreender um pouco a estória. Imagina fazer um paralelo com a estória do Castlevania Aria of Sorrow (Até o protagonista parece o Soma Cruz. Como se não bastasse, o jogo ainda tem a ousadia de usar as mesmas soundtracks que a Michuru Yamane compôs para o AoS). É um jogo de plataforma com inimigos, cenários e gameplay muito semelhantes a aqueles que achamos nos jogos do Castlevania. O personagem tem várias opções de armaduras, capacetes e armas que podem ser achadas durante o jogo ou compradas, além de alguns poderes mágicos especiais. Mas sinceramente, você vai acabar precisando de nenhuma delas no final das contas. O jogo é muito difícil no começo, só que acaba ficando muito fácil quando você sobe de nível e encontra armas mais fortes. Alguns Castlevanias sofrem do mesmo problema, mas aqui isso é muito evidente.

Enfim, tem esse "trailer" do jogo que achei no Youtube. Vou deixar aqui para os leitores tirarem as suas próprias conclusões.


Música

Essa categoria aqui é nova na checklist. Não tinha feito das vezes passadas e acho bem digna de ser feita. As playlists devem ser montada na maioria das vezes se baseando naquilo que mais ouvi e ficou registrado no meu histórico do Youtube ou no Last.Fm. As vezes farei duas listas: uma para músicas de bandas e outras para soundtracks de games (gosto muito de ouvi-las). Outras vezes o critério de seleção será diferente.

Sobre as playlist desse mês são coisas que ouvi muito em janeiro e mais recentemente. Por conta da falta de tempo, mal pude sentar e ouvir musicas durante o semestre... Tenho uma playlist pronta que sempre está comigo no meu celular, mas prefiro deixar ela de lado nessas horas por justo estar sempre ouvindo essas mesmas músicas... :/

Outra coisa: deve vez a playlist vai ser apenas de bandas, porque se eu colocar a de soundtracks vai ficar muita coisa junta. Estou procurando por um serviço de streaming legal para fazer soundtracks com as músicas que estão carregadas no youtube. Eu falo mais sobre isso abaixo.
























.
.
.
Pessoal, será que algum de vocês conhece um site para montar playlist com músicas do youtube e criar um código para incorporar no blog que seja gratuito? Eu tentei o 8tracks (tem que upar o mp3 do seu computador ou do SoundCloud, mas é bem fácil conseguir treta de copyrights com isso) e um tal de Embedr (que não consegui criar um código para incorporar no blog e a playlist criada só fica disponível no site, carece de configurações para reprodução, não consegui deletar a playlist que criei e nem deletar minha conta), além do Plaayer, um tal de TubeSnack e Youtify, mas nenhum deles funcionou para mim. :( Aceito sugestões ai.

E sim, não teve livros dessa vez. Desculpas :/

Postagem atualizada dia 10/07/2014 (Adicionado os jogos de celular)

You Might Also Like

0 comentários

Leia antes de comentar:
Os comentários do Lightning Rose são moderados. Não serão aprovados comentários de natureza ofensiva; que não contenham nenhuma relação com o assunto da postagem; que contenham links externos de propaganda ou spam; ou que contenham números de documentos pessoais.

Para mais informações sobre como funciona a política do blog leia o FAQ.

Agradeço o seu comentário e volte sempre!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Facebook